Jorge Angel Livraga
O professor Jorge Angel Livraga, nasceu em Buenos Aires em 1930. Cursou faculdade de Medicina, História da Arte e Filosofia. Faleceu em Madri, em 1991. Como bem o definiu ele mesmo nos anos 50, seu projeto consistia em criar uma Escola de Filosofia “à maneira clássica”, onde se ensinasse as diferentes tradições espirituais e filosóficas da humanidade, recuperando, assim, o ideal clássico da Filosofia como meio para viver uma existência mais humana e completa. Ao longo de sua vida, dedicou-se a promover a fraternidade entre os indivíduos e os povos, a combater a miséria material e moral de seus contemporâneos e a defender a liberdade de consciência e de expressão onde se vissem ameaçadas. Publicou várias obras: estudos sobre antigas culturas e civilizações, romances, ensaios filosóficos e reflexões sobre o mundo atual, assim como numerosos artigos. Seu trabalho foi reconhecido com a concessão da Cruz de Paris em Artes, Ciências e Letras, em 1976 e seu ingresso como membro da Academia Buckhardt, entre outras distinções. Em 1951 obteve o Primeiro Prêmio Nacional de Poesia na Argentina. Jorge Angel Livraga dedicou sua vida ao serviço do Ideal Humanista que inspira e anima, e à sua morte, legou todos seus bens a instituição.