Sônia Gibaldi

Eu nasci e vivi no Rio de Janeiro e aos 56 anos decidi investir em minha carreira como autora independente. Para mim, escrever é um hábito... ou até um vício. Escrever um livro é uma satisfação sem igual. É como dar vida, cor e cheiro a um universo que ninguém, além de você, consegue enxergar. É se sentir-se o dono da razão, o condutor da história, a rainha do enredo.

Eu escrevo desde que me entendo como gente. Embora tivesse passado a vida escrevendo, não pensava seriamente que um dia pudesse ter meu livro publicado. É laborioso escrever para ser publicado, porque algo interessante para nós pode ser entediante para um leitor. Mas não podemos nos intimidar.

Escrever para os outros é um ato de firmeza de espírito, de coragem. E coragem não significa a ausência de medo, mas a capacidade de agir apesar do medo, de expor meus textos a vários leitores que não têm nenhuma amizade por mim e possam fazer críticas.

Querer ficar famoso, ser elogiado e imaginar que seu livro será o próximo Harry Potter, eu acho que é o sonho de qualquer autor e, pensando bem, por que não? Como diz o iogue Paramahansa Yogananda: ?Nada é impossível, a não ser que você pense que é?.

Publicações do Autor